Início          Edição atual          Edições anteriores          Blog          Corpo editorial          Normas para publicação          Quem somos?          Contato         

 

Domingo no shopping

Conto de Felipe Bibian

uma pólo horizontalmente listrada fechada até o último botão parece enforcar o pescoço e o boné colorido tem um selo de autenticidade.
um bigode ralo (mas de pelos fortes) é mais escuro que a pele negra e já marca o rosto de uns catorze anos.

a mãe obesa segura um bebê no colo de forma desleixada a carapinha penteada para o lado parece ainda molhada a roupa é azul de um tecido elástico ela olha para as bolsas na vitrine.

o irmão caçula uns dez doze anos cabeça negra raspada magro com sorriso enorme debochado aponta para um objeto dentro da loja caraca olha o preço dessa porra e ri mãe tem gente que paga isso tudo numa cadeira? gargalha e chama a atenção do irmão cara olha essa mesinha cinco mil conto cinco mil cara.

o irmão mais velho parado constrangido com o caçula olha em volta as outras pessoas passam desviando forçando para não olhar mas o garoto grita.

o mais velho calado concorda discretamente balançando a cabeça sério olhando os preços a mãe parece não ouvir o moleque.

o cabeça raspada vira para um cozinheiro negro da praça de alimentação sentado num banco mandando uma mensagem no celular.

cara tu já viu o preço dessas paradas aqui já viu tem coisa feita de madeira de sete mil reais.

o cara olha para o moleque olha para o lado e ri pelo nariz.
cê não tá entendendo cara sete mil reais é esse banquinho aqui ó só o banquinho mesmo o elefantinho é mais mil.

o caçula puxa a barra da blusa de uma mulher magra que passa moça cê viu quanto custa esses móveis de casa? e gargalha a mulher se desvencilha da mão do moleque e continua andando fingindo não ouvir ele para na frente de um cara que passa tomando uma casquinha tu viu o preço daqueles bancos quanto é que custou esse sorvete?

o homem constrangido sete e cinquenta

o menino explode um riso um grito rouco você é burro burro demais sete reais num sorvete mãe aquele cara pagou sete reais num sorvete ele é idiota você é burro.

o mais velho continua em pé olhando o irmão tentar falar com as pessoas que ignoram dão passos largos o caçula anda de um lado para o outro apontando todo mundo de otário

encarando um tempo dá pra ver que por trás da vergonha no rosto mudo do mais velho tem um pouco de orgulho do irmão mais novo.

 

 

 

Primavera 2015 / Museu das conversas desencontradas

Felipe Bibian

Felipe Bibian é montador de cinema e documentarista formado pela Escola de Comunicação da UFRJ. Em 2012, roteirizou e montou o documentário "Gericinó, do lado de fora", ganhador do Prêmio da Crítica do Festival Internacional É Tudo Verdade. Em 2013, roteirizou e dirigiu um filme inteiramente feito em cima de uma só foto. "Baba 105" foi exibido em mais de 20 festivais pelo mundo. Em 2014, montou e roteirizou o documentário "Luz" exibido no Festival de Brasília. Continuando seu trabalho sobre os limites da fotografia e do cinema, em 2015, finaliza seu livro Hungria, em que mistura fotos, textos, materiais de arquivo e objetos.

   

Raimundo • Nova literatura brasileira

Quem somos? A Raimundo abre as portas para novos autores e atores da literatura brasileira, entre contistas, poetas, tradutores e ensaístas. Criada em 2014 com proposta de ser uma revista de edição trimestral, pretende acolher obras que pouco encontraram abrigo nos ainda apertados espaços do mundo editorial brasileiro.

A revista

Edições anteriores

Blog

Corpo editorial

Nossos artistas

Autores (breve)

Colabore com a Raimundo

Normas para publicação

Contato