Início          Edição atual          Edições anteriores          Blog          Corpo editorial          Normas para publicação          Quem somos?          Contato         

 

Bílis e outros poemas

Coletânea de poemas de Luciane Lopes

bílis

eu vomito

pássaros quando

a fome é efêmera

durante a vida toda

até agora

foram três guaxinins

duas dúzias de ihamas

e meia manada de sapatos

pássaros são efêmeros

 

* * *

 

mulhe_rio

maria era

de fechar os olhos

quase morria de sede

antes de amamentar

seus açudes

 

* * *

 

sujeito oculto

ele quase a amou

numa semântica década

depois disse meia dúzia

de palavras[nunca interjeições]

foi embora como se fosse

um homem de palavra

usando a regra de três

 

* * *

 

sol de aquário

o sol nasce

pelo avesso

e daí que eu

te olhe pelo

nariz

eu sei que os

olhos dormem

tarde e há areia

eu sei que

à meia-noite você

se contorce de

prece

e daí que eu

te olhe pela cicatriz

do pé esquerdo

eu sei há tédio no

telhado ao meio-dia

eu sei que o sol

descansa suas guelras

quando some

eu ainda durmo sem

saber de quase nada

 

* * *

 

a maior lealdade

eu quero

morrer fácil

amor não morre

de repente

e agoniza na orelha

nas pontas dos lençóis

eu quero

morrer fácil

amor não morre

ausente

fica latejando uma

fístula na córnea

[da alma]

eu quero morrer

fácil

amor morre de

sede, de fome

de ácido

e mesmo assim

o amor não morre

 

* * *

 

enquanto a gente se despede

dor tem cheiro

de terra seca

enquanto a boca

pede chuva e pragueja

a rachadura

dor tem gosto de

falta de sal

de gente com fome

de barco sem peixe

dor tem a temperatura

mais baixa

as mãos geladas

o semblante

sereno demais pro meu gosto

 

* * *

 

dualidade

forjei um filho

e olhei seus olhos

forjei uma boca

que se deitava

sobre minha boceta

e reclamava do

clarão

 

* * *

 

morde e assopra

a cachaça barata

o pão, a batata

o recomeço

nada além disso

me priva de roer

o preço de ser

mais puta do que

antes

mais santa do que

nunca

nada além disso

me priva de roer

essa corda elástica

que virou meu avesso

 

* * *

 

incubação

mas fiz uma traqueo

na parte triste das costas

e meus rios vazaram

[quase não falo]

sem o sonho da apneia

a vida seria uma várzea

 

 

 

Inverno-Primavera 2016 / Edição RaimundA

Luciane Lopes

Luciane Lopes é poeta e letrista, nascida em Mirassol, interior de São Paulo, 45. Intimista, simbiótica, sinestésica, raramente passa um dia sem escrever algum poema e os minimalistas ganharam força e espaço na sua escrita. Desde menina escrevia como se os dedos tivessem vontade própria e isso se tornou mais intenso, quando perdeu seu pai em 2006. A forma trágica da morte fez com que ela se tornasse uma "amoladora" de palavras. A poesia veio de forma visceral. Passou a utilizar sítios virtuais, como o Recanto da Letras e se surpreendeu com a receptividade dos leitores e o acolhimento dos escritores. Em 2008 ingressou no Clube Caiubi de Compositores online e colocou diversas poesias para apreciação dos compositores. A resposta foi imediata e feliz. Mais de 100 canções foram compostas neste período. Diversas foram classificadas nos principais Festivais do Brasil. Destaque para canção "Indizível" composta em parceria com a cantora Amanda Barros e premiada no ano de 2009 em primeiro lugar no 5 FEM da cidade de São José do Rio Preto. Ano a ano dedicou-se a aprimorar sua poesia e também a se descobrir através dela e o resultado desta trajetória está presente em seu primeiro livro, que será publicado pela Editora Patuá.

Publicações:

mallarmargens.com/2014

mallarmargens.com/2016/

germinaliteratura.com.br/2015/

diversosafins.com.br/diversos/

 

 

 

   

Raimundo • Nova literatura brasileira

Quem somos? A Raimundo abre as portas para novos autores e atores da literatura brasileira, entre contistas, poetas, tradutores e ensaístas. Criada em 2014 com proposta de ser uma revista de edição trimestral, pretende acolher obras que pouco encontraram abrigo nos ainda apertados espaços do mundo editorial brasileiro.

A revista

Edições anteriores

Blog

Corpo editorial

Nossos artistas

Autores (breve)

Colabore com a Raimundo

Normas para publicação

Contato