Início          Edição atual          Edições anteriores          Blog          Corpo editorial          Normas para publicação          Quem somos?          Contato         

 

Fábulas

Conto de Marcos Visnadi

 

2014

A onça andava triste e encontrou a anta que voltava da ioga, esta lhe disse exercite-se e a onça estraçalhou-a num pulo, moral da história: a predadores não dê palpites.

* * *

Duas capivaras viram deitadas um mico voar bem distante das copas, uma disse à outra mico agora voa, levou uma cagada na cara, a outra disse à uma não só voa como caga, moral da história: embaixo da copa capivara vira fossa, moral da história: se vires um mico, corre ou corres perigo.

* * *

A garça não encontrava lugar de pouso e parou em cima de um hipopótamo que lhe disse eu não sou heliporto a garça respondeu e eu não sou helicóptero moral da história: sê preciso nas palavras, moral da história: se fores hipopótamo, o que fazes no Brasil?, moral da história: se não quiseres ser posto de pouso, não te pareças com um.

* * *

O tamanduá e o muriqui queriam brincar com o psicólogo e amarraram-lhe o rabo nas obras completas de Freud, não perceberam que o psicólogo não tinha rabo este chamou a polícia que matou os bichos com vinte tiros cada de revólver, moral da história: o mal-estar na civilização é já o bastante, não fode, moral da história: se quiseres brincar, foge!

* * *

O psicólogo e o policial estavam com fome e compraram no açougue dois quilos de orelha suína três peitos de frango e uma língua de vaca. Tempere tudo com sal grosso e asse na brasa. Moral da história: duas bocas mais que uma engolem, moral da história: policial e psicólogo têm estômago, moral da história: cuidado com quem tem fome, mas mais ainda com o dono do açougue.

2016

O dodô disse ao marinheiro que engraçada a sua cara, o marinheiro riu e matou ele a dentadas, moral da história: ri melhor quem ri de boca cheia.

* * *

Os dinossauros não sabiam que eram dinossauros e passavam os dias sem saber que eram dias. Um meteoro chegou e matou todos sem distinção, moral da história: a ignorância não te salva, moral da história: o meteoro também não.

* * *

O toxodonte sonhou com um rinoceronte acordou assustado e contou o pesadelo pro toxodonte ao lado, os seres humanos chegaram e os flecharam e os comeram assados, moral da história: enquanto uns temem outros comem, moral da história: confie nos sonhos, mas não subestime o seu entorno.

* * *

Michel Temer pisou num pato que deu um grito pulou no cavalo caiu no buraco que era tão fundo o cavalo morreu e não acabou-se o mundo, moral da história: verba volant scripta manent, moral da história: pato quando grita nunca é bom presságio, moral da história (metafísica): estamos todos interligados, mas não pelo mesmo buraco.

* * *

O rinoceronte era o último de sua espécie e falava sozinho quando um bando de passarinhos sentou nas suas costas e cantou lindas cançõezinhas. O rinoceronte adormeceu e sonhou com o toxodonte sul-americano há muito tempo extinto. Quando acordou, os passarinhos tinham voado pra longe. Moral da história: os sonhos nos fazem companhia. Moral da história: os mortos também. Moral da história: os passarinhos idem. Moral da história (resumida): nunca estamos sozinhos.

 

 

 

 

Outono 2017 / Não Temos Tempo de Temer a Morte

Marcos Visnadi

...
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

Raimundo • Nova literatura brasileira

Quem somos? A Raimundo abre as portas para novos autores e atores da literatura brasileira, entre contistas, poetas, tradutores e ensaístas. Criada em 2014 com proposta de ser uma revista de edição trimestral, pretende acolher obras que pouco encontraram abrigo nos ainda apertados espaços do mundo editorial brasileiro.

A revista

Edições anteriores

Blog

Corpo editorial

Nossos artistas

Autores (breve)

Colabore com a Raimundo

Normas para publicação

Contato