Início          Edição atual          Edições anteriores          Blog          Corpo editorial          Normas para publicação          Quem somos?          Contato         

 

Lés bi ca e outras tentativas

Coletânea de poemas de Tatiana Delgado

 

parabrisa para a minha ereção
descompassada. não fálica

nada fálica, aliás.

airbag infla e desinfla
junto do lábio inflado de botox - que não tenho
mas queria morder
unha curta pra poder
fabricar
uma nova era

autoboy automobilística
auto biótica macro
biótica consisa e (não sei escrever concisa)
recatada no
rasgo da minha calça
jeans

inbox vazio pela manhã

 

* * *

me sinto out
outdoor de vacina nova
pra tudo que existe
existo eu,
lésbica, mulher?

ultraje exploradora
avalanche de sensações-cerveja
veja só a que
ponto (de interrogação)
chegay

* * *

te vejo como
não-homem/mulher
te vejo aqui e agora
como olho que me olha
e que eu olho
com curiosidade
maldade
sexualidade transborda
na mínima intenção
de destampar a caneta
e virar a página
desbloqueio um botão
apertado da minha
camisa masculina

 

* * *

podia ser menina em
piquinique (em primavera em
dias de descoberta e vestidos)

contos ingleses

mas sou latina futurista
lésbica

 

* * *

 

o que é
o que é
e não é,
não mesmo
mesmo parecendo
menina
é memória falha
e conceito
com e sem (gênero)

 

 

 

 

Verão 2018 / Nebulosa: ficção científica escrita por mulheres

Tatiana Delgado

Oi! Sou Tatiana Delgado e moro em Niterói - Rio de Janeiro. Curso Cinema e Audiovisual na UFF. Além do cinema, me encanto e me envolvo com outras áreas artísticas como o teatro, a
dança, a fotografia e a literatura. Escrevo desde pequena. Aos 12, publiquei um livrinho de ficção chamado Sxin Surrender. Quando me deparei com Ana C., Gertrude Stein, e outras pessoas que jogavam com o som, as letras e os múltiplos sentidos do que se diz –palavra- descobri um novo contato com a escrita e comigo mesma. Tô em processo de publicação de um livro independente e na busca de descobrir esse estado em que as palavras correm leve, mas com visibilidade e força, jogando com a ambiguidade e a controvérsia, mas também querendo falar e afirmar opiniões sobre o momento-era em que vivemos, idealizando um espaço de eterna descoberta, questionamento e afirmação de quem se é.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

   

Raimundo • Nova literatura brasileira

Quem somos? A Raimundo abre as portas para novos autores e atores da literatura brasileira, entre contistas, poetas, tradutores e ensaístas. Criada em 2014 com proposta de ser uma revista de edição trimestral, pretende acolher obras que pouco encontraram abrigo nos ainda apertados espaços do mundo editorial brasileiro.

A revista

Edições anteriores

Blog

Corpo editorial

Nossos artistas

Autores (breve)

Colabore com a Raimundo

Normas para publicação

Contato