Início          Edição atual          Edições anteriores          Blog          Corpo editorial          Normas para publicação          Quem somos?          Contato         

 

Normas para publicação

Normas para publicação de contos, poesias, ensaios para a próxima edição.

> Edição de outono

Data limite para envio: 16 de fevereiro de 2017.

Apresentação: Não Temos Tempo de Temer a Morte: Literaturas em Tempos de Crises  

Em tempos de tantas crises políticas, sociais e econômicas, e de tantas divisões sociais e de diálogos que fracassam antes mesmo de começarem, como fazer literatura? Como falar do local quando lá fora refugiados são deixados à deriva no mar e nos imbróglios políticos dos passaportes e dos fascismos? Como falar de governo quando já encontramos e nos despedimos de tantos Temeres e tantos Trumps nos ônibus e corredores do dia a dia? Existe literatura que possa dar conta dos PMDBs que existem em tantos escritórios, e repartições e governos pelos quais passamos e ainda estamos passando? E como falar de política quando tantos amores se vão e se vem deixando vazios sem passar pelo crivo de qualquer tribunal? Dizem que falar abertamente de crise e de política em literatura não é fazer literatura e sim panfletagem.

Assim, a Raimundo convida novos escritores de literatura de língua portuguesa a enviar-nos seus contos, poemas, não-ficção e ensaios a falar, se não abertamente, quem sabe, fechadamente, ou senão, escancaradamente sobre as crises que quiserem e que puderem. Enviem para raimundo@revistaraimundo.com.br

***

A revista Raimundo recebe a cada edição textos para serem publicados nas categorias contos, poesia e ensaios de novos autores de língua portuguesa.

Lembramos que a Raimundo é uma revista unicamente virtual, e portanto, sem versão impressa.

Mais do que normas, na realidade o que temos é uma lista de recomendações para a formatação e estilo dos textos a serem enviados pelos autores. Por outro lado, recomendamos aos autores que pensem em enviar uma obra que não se encaixe em nossos critérios iniciais, que entrem em contato com a Raimundo de antemão. A tendência é privilegiarmos aquilo que se encaixa em nossa linha de publicação, porém sempre há margem para exceções.

Normas gerais

Seja qual for a natureza do texto, privilegiamos sempre a publicação de autores pouco publicados ou ainda sem publicações em livros ou revistas. Por outro lado, não estamos fechados a obras já publicadas, e poderemos publicá-las desde que não haja restrições contratuais.

Para a formatação: pedimos que os textos sejam enviados preferencialmente em formato Word ou Open Office em fonte Calibri ou Arial tamanho 12, justificado, espaçamento 1,5.

Vale ressaltar que o foco da revista é a publicação de autores lusófonos. Aceitaremos trabalhos em outras línguas apenas em casos específicos, como eventuais números temáticos - e estamos abertos a sugestões.

Textos enviados e não publicados em edições anteriores não serão considerados para esta edição exceto se reenviados pelo autor.

Contos

Para contos, estabelecemos um máximo de 8000 palavras. Pedimos, porém, ao autor que não mutile palavras de sua obra para encaixar-se com perfeição neste número. Não rejeitaremos contos com 8010 palavras, ou mesmo 8200 palavras. Um conto que agrade o comitê editorial pode eventualmente ser publicado mesmo ultrapassando significativamente este limite. Contos curtos são bem vindos, e coletâneas de contos ultra-curtos também. Aceitaremos um máximo de três contos inscritos por autor (sem restrições para inscrições em outras categorias). Apenas um conto, no máximo, será publicado por autor em uma mesma edição. Outros contos enviados e não publicados não serão considerados para edições seguintes exceto se reenviados para avaliação.

Lembramos que aceitamos tanto textos literários de ficção quanto de não-ficção.

Poesia

Aceitamos poemas dentro de um limite inicial de 4000 palavras. Sendo a proposta por trás de um poema algo extremamente variável, somos flexíveis em relação a este limite. Um poema em verso pode, por exemplo, ter apenas duas linhas. Um poema concreto, por outro lado, pode se basear na combinação entre textos e imagens. A poesia, de maneira geral, exige certa flexibilidade.

O envio de coletâneas de poemas também é aceito. Neste caso, devem ser enviadas com um título para o conjunto da obra. Por exemplo: "O saco de plástico e outros poemas" ou "Palavras usadas".

Ensaios

Como dito anteriormente, os ensaios não devem utilizar linguagem acadêmica. Assim, além de rejeição do uso excessivo de jargões ou quadros conceituais herméticos, também tendemos a rejeitar o uso de citações de autores ou bibliografias, a não ser, é claro, que estejam devidamente incorporados à narrativa própria ao texto em si.

No mais, respeitando a natureza de um ensaio, são livres quanto à forma e temática. Recomendamos um limite máximo de 8000 palavras.

***

Para maiores dúvidas, ou para o envio de um original, não hesite em escrever para raimundo@revistaraimundo.com.br

Data limite para envio: 16 de fevereiro de 2017.

 

 

Para onde enviar seus trabalhos:

Email

raimundo@revistaraimundo.com.br

 

 

   

Raimundo • Nova literatura brasileira

Quem somos? A Raimundo abre as portas para novos autores e atores da literatura brasileira, entre contistas, poetas, tradutores e ensaístas. Criada em 2014 com proposta de ser uma revista de edição trimestral, pretende acolher obras que pouco encontraram abrigo nos ainda apertados espaços do mundo editorial brasileiro.

A revista

Edições anteriores

Blog

Corpo editorial

Nossos artistas

Autores (breve)

Colabore com a Raimundo

Normas para publicação

Contato